quarta-feira, 12 de março de 2008

Dois mais ou menos absolvidos e um que precisará de muita penitência

Obrigado ao THT pela lista.

O Correio da Bahia não apenas não entrou na onda dos "novos pecados capitais", como fez a diferenciação. Também deixou de lado aquela babaquice da BBC Brasil sobre "riqueza extrema" ser pecado. Só escorregou na história de os pecados serem "novos".

Já o O Povo, de Fortaleza, embora não tenha comprado o discurso de "novos pecados capitais", resolveu entrevistar justo o Beozzo? Com tanto teólogo decente por aí... quer dizer, vá lá, podem não ser tantos assim, mas melhores que um TL garanto que existem. E olha que fiquei com dúvidas em relação à posição do Beozzo sobre células-tronco embrionárias, por exemplo.

E, pelo contrário, a Época tenta cavar seu lugarzinho no círculo do inferno reservado aos jornalistas que distorcem o que a Igreja diz. Como se a BBC Brasil não tivesse feito bobagem suficiente, a Época tenta piorar a situação.
a Igreja Católica pretende editar uma nova relação que pode deixar ainda mais fiéis do lado de fora do paraíso.
Não, caro Thiago Cid, a Igreja não pretende fazer absolutamente nada.
As mudanças foram anunciadas pelo monsenhor Gianfranco Girotti – considerado o número do 2 do Vaticano
Não houve nenhum "anúncio de mudança". Houve uma simples entrevista sobre as funções da Penitenciaria (sem acento) Apostólica. E o "número 2 do Vaticano" é o cardeal Bertone, secretário de Estado. Girotti pode ser o "número 2" da Penitenciaria.
A lista de novos pecados, porém, ainda não foi oficializada pelo Vaticano.
Provavelmente a lista não vai ser oficializada pelo Vaticano porque não existe lista nenhuma para ser oficializada...

5 comentários:

Alexandre Magno disse...

ZENIT: Vaticano não publicou nova lista de pecados capitais

Ana Carla disse...

Tudo bem que é só uma charge, mas dá a entender que o Papa mudou os dez mandamentos!

http://www.opovo.com.br/opovo/charge/

Jônatas Dias Lima disse...

Marcio

O Veríssimo, o bôbo da corte dos comunistas do Brasil, entrou na onda e brinca com a notícia como se fosse verdade. Está na coluna dele desta quinta-feira (13), que sai na Gazeta.

Evelyn Mayer de Almeida disse...

"a Igreja Católica pretende editar uma nova relação que pode deixar ainda mais fiéis do lado de fora do paraíso."

Duas besteiras: primeiro dizer " a nova lista de pecados ", segundo "que a Igreja define quem entra e quem não entra no paraíso..." fala sério!

Realmente é preciso rezar muito por bons jornalistas, em especial que os que já exercem a profissão deixem de ser preguiçosos e procurem a fundo a verdade das notícias. Tão parecendo um bando de fofoqueiro que só querem dar piti... eu hein.

Louvado seja Deus por sua vida, Márcio.

Emanuel Jr. disse...

Então quer dizer que é a Igreja quem define quem entra, quem sai e quem permance no paraíso???? FIcou interessante isso heim? Será que tem alguém corruptível lá no Vaticano para a gente começar a vender entrada lá no céu. Estudante paga meia?

É cada uma que eu escuto e leio que as vezes preferia nem ter me alfabetizado viu!!!